“George Harrison: Living In The Material World” chega à Netflix

 

Por Matheus Pichonelli

Existem muitos elementos no documentário de Martin Scorsese que ajudam a mensurar a dimensão artística e humana retratada em “George Harrison: Living in the Material World”. Mas nenhum é tão tocante quanto o depoimento de Ringo Starr sobre o ex-beatle.

Em certa ocasião, Ringo foi visitar o amigo na Inglaterra e avisou que viajaria para os Estados Unidos para acompanhar a filha em uma cirurgia. Era a última vez que os dois se encontrariam. George, já à beira da morte em razão de um câncer e mal podendo levantar da cama, ao ver vendo a preocupação do amigo, se prontificou: “Quer que eu vá com você?”.

Nem mesmo Ringo, o mais brincalhão dos Beatles, daqueles que fazem piada o tempo todo para contornar as tensões e comoções inevitáveis das histórias com começo, meio e fim, consegue conter as lágrimas ao lembrar o episódio.

Além de depoimentos de amigos de todos os campos – das relações mais aleatórias, da F-1 à música, passando pela trupe de Monty Phyton – , o filme investiga também um episódio pouco conhecido até hoje: o dia em que George quase teve o mesmo destino que John Lennon, assassinado por um fã.

“George Harrison: Living in the Material World” acaba de ser adicionado ao catálogo da Netflix. Confira o trailer:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *