“Truman”: na despedida de homens e animais, a reinvenção da confiança

 

Essa é para corações fortes. No sábado, 04/03, às 13h55, o Telecine Cult exibe “Truman”, filme de Cesc Gay com Ricardo Darin no papel de um ator à beira da morte que busca, em seus últimos dias, alguém para cuidar de Truman, seu cão e “segundo filho”, como ele mesmo define.

A missão, empreendida junto com o amigo distante (Javier Camara), que viaja para se despedir, não é das mais simples. Para encontrar um novo dono para o animal, é preciso reinventar os laços de confiança entre os homens – e qualquer vacilo, de insegurança aos sinais de preconceito, é motivo para suspender a despedida.

Durante a busca, sem lágrimas em excesso, discursos abruptos ou lições melosas, nos deparamos com o que há de mais humano entre os personagens, mesmo (e sobretudo) na iminência do fim: quase nada sai como esperado em meio ao desencontro, a desistência, a vergonha, a teimosia, a palavra por dizer, a impossibilidade do desapego, o medo do desconhecido.

Dessa vida não fica nada, diz o ditado. O filme de Cesc Cay ajuda a embaralhar esse clichê.

(Em tempo: Prepare os lenços. Respire fundo. E boa sorte – para quem sobreviver).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *